Comunicações

Estes foram os 13 trabalhos selecionados para apresentação oral no IV SVL, distribuídos em 4 sessões. Os textos integrais estão disponíveis nos Anais do IV SVL.

Cada comunicação terá até 20 minutos de duração, no máximo; as sessões serão abertas para perguntas da plateia/debate após todas as apresentações, por até 15 minutos no máximo.

Sessão 1 – Estilo e idiomatismo

Humberto Amorim (UFRJ): “Abel Carlevaro e Heitor Villa-Lobos: A relação entre dois pilares do violão latino-americano”.

Diogo Maia Santos (Faculdade Cantareira); Luis Antonio Eugenio Afonso (ECA/USP); Daniel Aparecido de Oliveira (ECA/USP): “Villa-Lobos e o experimentalismo instrumental: uma investigação acerca das técnicas estendidas para clarineta em sua obra”.

Roberto Votta (Ed. Tipografia Musical); Ana Valéria Poles (OSESP/Fac. Cantareira): “Os solos de contrabaixo na Sinfonia n.1 de Villa-Lobos”.

Mediação: José de Carvalho Oliveira


Sessão 2 – Aproximações e influências

Stephen Coffey Bolis (UNICAMP): “Asas do baião, de Antonio Madureira: um baião com influência da escrita violonística de Villa-Lobos”.

José de Carvalho Oliveira (ECA/USP): “Aproximação e Confluências: Um estudo sobre os reflexos da obra villalobiana no jazz estadunidense nas décadas de 1950/60”.

Juliana Ripke (ECA/USP): “As canções de amor de Heitor Villa-Lobos e Tom Jobim: algumas semelhanças e conexões”.

Mediação: Regina Rocha


Sessão 3 – Indianismo e tópicas

Juan Francisco Arboleda (UNAL, Bogotá): “El indigenismo en el contexto academico de Colombia: el caso del compositor Manuel Jose Benavides”.

Daniel Zanella dos Santos (UFPR): “O indianismo de Villa-Lobos: uma revisão sobre sua gênese, significados e características”.

Adailton Pupia (UFPR): “Alusões, gestualidade e tópicas musicais no Andante da Sinfonia n. 8 de VL”.

Mediação: Júlia Tygel


Sessão 4 – Quatro olhares para Villa-Lobos: análise, semiótica e história

Regina Rocha (ECA/USP): “Uma proposta interpretativa da forma sonata no primeiro movimento do Quarteto de Cordas N.3 de Heitor Villa-Lobos”.

Gabriel Duarte (ECA/USP): “Elementos e Processos Composicionais: o tratamento motívico no Quarteto de Cordas Nº 3 de Heitor Villa Lobos e a conexão com outras obras”.

Cleisson Melo (UFCG): “Villa-Lobos, do simbólico ao semiótico”.

Loque Arcanjo Jr. (UEMG; UNIBH): “O Dossiê Villa-Lobos e o Choros n° 10: modernismo, “plágio” e opinião pública em tempos de crise política no Brasil (1952-54)”.

Mediação: Juliana Ripke