Anais do IIISVL

Paulo de Tarso Salles, Juliana Ripke, Joel Albuquerque, Cleisson Mello e Luciano Camargo (org.)

Anais do III Simpósio Villa-Lobos: novos desafios interpretativos

1ª edição, São Paulo, ECA – USP,  2017

baixe o arquivo completo 45 Mb (versão ampliada!): ANAIS III SVL

baixe uma versão mais “leve” , ideal para celular: ANAIS III SVL 15 Mb

usp logo


Ficha catalográfica 

Catalogação na Publicação

Serviço de Biblioteca e Documentação

Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo

 

S612a               Simpósio Villa-Lobos (3. : 2017 : São Paulo)

Anais do III Simpósio Villa-Lobos : novos desafios interpretativos / Paulo de Tarso Salles … [et al.] (organizadores) – São Paulo: ECA-USP, 2017.

416 p.

Trabalhos apresentados no simpósio realizado de 10 a 11 de novembro de 2017, São Paulo.

ISBN 978-85-7205-179-8

 

1. Música – Brasil – Congressos 2. Análise musical – Congressos 3. Teoria musical – Congressos 4. Música – Estudo e ensino – Congressos I. Salles, Paulo de Tarso.

CDD 21.ed. – 780.981


Sumário


Mesas-redondas

As mesas-redondas foram apresentadas por integrantes do PAMVILLA, discutindo questões abordadas no livro Villa-Lobos, um Compêndio: Novos Desafios Interpretativos (Curitiba: ed. UFPR, 2017), cujos capítulos foram escritos pelos participantes.

Estruturas simétricas na obra de Villa-Lobos

  • Participantes: Allan Falqueiro (UDESC), Joel Albuquerque (USP), Walter Nery Filho (Faculdade Souza Lima) e Ciro Visconti (Faculdade Souza Lima)
  • Mediador: Luciano Camargo (UFFR)

Contextos e entornos da obra villalobiana: correspondência, acervo, influências

  • Participantes: Flávia Toni (USP-IEB), Manoel Correa do Lago (ABM), Pedro Belchior (MVL), Lutero Rodrigues (UNESP-IA) e Achille Picchi (UNESP-IA)
  • Mediadora: Júlia Tygel (Faculdade Souza Lima).

Reinterpretando Villa

  • Participantes: Leopoldo Waizbort (USP-FFLCH), Paulo de Tarso Salles(USP-ECA), Rodolfo Coelho de Souza (USP-RP) e Silvio Ferraz (USP-ECA)
  • Mediador: Rodrigo Felicissimo (USP)

Gestualidade e narratividade na música villalobiana

  • Participantes: Norton Dudeque (UFPR), Acácio Piedade (UDESC), Gabriel Moreira (UNILA) e Nahim Marun (UNESP) –
  • Mediadora: Juliana Ripke (EMESP-Tom Jobim)

Mesas temáticas

História da educação musical: explorando fontes de pesquisa sobre a época de Villa-Lobos

Participantes:

  • Jane Borges (UFSCar) – “Hora da Independência”: análise da documentação da concentração orfeônica de 1940
  • Inês Rocha (Colégio Dom Pedro II) – PRESENÇA DE VILLA-LOBOS: manuais escolares de música no Acervo de Educação Musical do Colégio Pedro II – Campus Centro
  • Susana Cecilia Igayara-Souza (USP) – “O Orfeão na Escola Nova”: a sala de aula e o livro didático, pelo depoimento de uma ex-aluna de Villa-Lobos

Texto integral em “Apêndice” (Anais III SVL)


Teoria das tópicas: ferramentas e abordagens na análise da música brasileiraParticipantes:

  • Juliana Ripke (EMESP Tom Jobim)
  • Cleisson Melo (UFCG)
  • Paulo de Tarso Salles (USP) – Figuras, símbolos e tópicas: deslocamento de contexto e ressignificação das tópicas “caça” e “galope” na música brasileira

Comunicações

  1. Villa-Lobos, Tom Jobim e a Bossa Nova: uma análise comparativa. Juliana Ripke / 1
  2. Saudade de Villa-Lobos: semiótica e articulações entre discurso e música. Cleisson Mello / 21
  3. Tópicas musicais na Bachianas Brasileiras nº 2 de Heitor Villa-Lobos. Adailton Pupia / 45
  4. Ritual Dance by Heitor Villa-Lobos: A Music Topic in the Tropics. Paulo de Tarso Salles / 66
  5. Tópicas musicais nos poemas sinfônicos indianistas de Heitor Villa-Lobos: canto de pássaro e floresta tropical. Daniel Zanella dos Santos / 83
  6. O neoclassicismo nacionalista italiano: Um contexto para as Bachianas Brasileiras? João Vicente Vidal / 100
  7. A correspondência entre Heitor Villa-Lobos e Francisco Curt Lange: nacionalismo e americanismo musicais entre os anos 1930 e 1940. Loque Arcanjo Júnior / 120
  8. Villa-Lobos: a temática grega e a música programática. Lutero Rodrigues / 135
  9. A canção de câmara harmonizada: discussão de uma abordagem interpretativa a partir da peça Viola Quebrada, de Villa-Lobos. Rosana Lamosa e Nahim Marun / 144
  10. O canto orfeônico e a formação de cânones musicais, na perspectiva da atuação pedagógica e artística de Martin Braunwieser (1901-1991). Ana Paula dos Anjos Gabriel / 154
  11. Dos arquivos do Museu Villa-Lobos à performance coral: o percurso de uma nova edição de Cor dulce, Cor amabile. Susana Cecilia Igayara-Souza, Marco Antonio Silva Ramos e Carolina Andrade de Oliveira / 165
  12. Metáforas da Natureza: estudo comparativo entre os poemas sinfônicos Tapiola de Jean Sibelius e Uirapuru de Heitor Villa-Lobos. Rodrigo Felicissimo / 189
  13. À Guisa de Gerard Béhague: Heitor Villa-Lobos: The Search of Brazil’s Musical Soul. Ana Claudia Trevisan Rosário / 199
  14. As iniciativas de Villa-Lobos na divulgação da música popular urbana no Brasil e a influência da mesma na sua obra. Ana Lúcia Fontenelle / 211
  15. A apropriação da modinha por Villa-Lobos nas Bachianas Brasileiras nº 1 – Prelúdio (Modinha). Guto Brambilla / 222
  16. Coral – Canto do Sertão: Hibridismo entre o discurso musical de Bach e a poética de Villa Lobos. Regina Rocha / 239
  17. Análise harmônica do início da Sinfonia nº7de Heitor Villa-Lobos. Joel Albuquerque / 254
  18. O pianismo de Villa-Lobos na Prole do Bebê nº 2: aspectos harmônicos decorrentes da combinação de teclas pretas e brancas em três estudos de caso. Walter Nery Filho / 271
  19. Estilo e performance na obra de Villa-Lobos: desafios de uma nova gravação do Quinteto em Forma de Choros. Fabio Cury / 283
  20. Simetria, invariâncias e organicidade escalar, um estudo sobre padrões e similaridades em Villa-Lobos e Debussy. José de Carvalho Oliveira / 304
  21. O Concerto para harmônica e orquestra de Heitor Villa-Lobos: considerações sobre a articulação formal no 1º movimento. Edson Tadeu de Queiroz Pinheiro / 319
  22. Villa-Lobos: excertos de contrabaixo das Sinfonias nºs 8, 9, 11 e 12. Alexandre Rosa / 338